Como iniciar um projeto

Atualizado em: Sexta, 15 Junho 2018 14:46. Acessos: 83.


Como iniciar um projeto de cooperação trilateral com Brasil-Alemanha em dez passos? Siga as instruções abaixo:

  1. A proposta deve surgir de uma instituição governamental de um país em desenvolvimento da África ou América Latina.
  2. Tal proposta deverá ser manifestada por meio de um formulário da Cooperação Trilateral Brasil-Alemanha, que contem aspectos básicos de uma proposta de projeto, tais como: objetivo, aportes de cada país e assinatura do responsável pela instituição solicitante.
  3. Depois de preenchido, o formulário deverá ser enviado por meio físico para a Embaixada do Brasil no país em questão e por e-mail para ABC (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e para a GIZ Brasil (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).
  4. A Agência Brasileira de Cooperação (ABC), em contato a GIZ Brasil, fará uma análise da factibilidade da implementação e realização desse projeto pelo lado brasileiro. A factibilidade para o lado alemão é feita posteriormente pelo BMZ depois que o projeto vai para análise no Fundo Regional.
  5. Caso essa análise seja positiva, a ABC e GIZ entrarão em contato com a instituição para promover uma oficina de trabalho de planejamento no terceiro país, no qual serão definidos os aspectos principais do projeto, tais como: o objetivo geral, indicadores, condições externas/riscos, aportes de cada parte, duração estimada, custo estimado, estratégia de implementação, atividades do primeiro ano do projeto, resultados e indicadores esperados.
  6. Nessa oficina de trabalho serão trabalhados dois formatos de projetos:
  7. Após essa fase, com o documento do Fundo Regional já aprovado pelos atores envolvidos dos 3 países, o formulário do fundo é enviado para a Embaixada Alemã no terceiro país para participar das rodadas de análise do Fundo Regional. Elas ocorrem duas vezes ao ano (31 de maio e 30 de novembro) e definem os projetos que serão executados. Para mais detalhes ver o site do Fundo Regional.
  8. Nessa etapa o documento é avaliado pelo Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento da Alemanha (BMZ) que ratifica ou não o compromisso de execução da parte alemã.
  9. Com o projeto aprovado tanto pelo lado brasileiro quanto pelo lado alemão, o documento de projeto (PCT) segue para assinatura.
  10. Em seguida inicia-se a devida implementação do projeto.